Um Pão não é um Pão

blogue pão 2

A côdea crocante, o miolo com alvéolos, untuoso e elástico. Sem corantes nem melhorantes.

No passado mês de Março fiz um curso de panificação. Um curso a sério. Quase 100 horas de aulas na escola que mais padeiros e pasteleiros forma em Portugal.

Quando me inscrevi, não sabia bem em que é que essa formação me podia ser útil. Mas sabia que ia comer muito pão. Do bom.

O professor foi Mário Rolando, um orador carismático e um grande padeiro que não tem pão à venda. Para se provar o pão dele, era preciso fazer um dos seus cursos e eu queria muito provar o pão dele. Soube, entretanto, que na forja está uma padaria em colaboração com Vítor Sobral, mas na altura este parecia o único meio possível de alcançar o objectivo.

Continuar a ler