Edamame, regresso ao Assuka

Que bem soube voltar ao restaurante Assuka. Eu e a Sílvia experimentámos o edamame, vagens ainda verdes de grãos de soja cozidos. Comem-se como se fossem tremoços, chupando e descartando a casca polvilhada de sal grosso, para depois trincar os feijões, tenros e ligeiramente adocicados (imaginem um grão entre a fava e ervilha, e têm o edamame).

Hei-de experimentar fazer em casa. Parece que no supermercado chinês Hua Ta Li, no Martim Moniz, em Lisboa, vendem as vagens congeladas.

A terminar uma sopa Shoyu Miso perfeita, o caldo quentíssimo como deve ser (diria que demorou menos de 30 segundos, do lume até à mesa), e os noodles no ponto exacto, al dente mas elásticos.

Apesar dos tempos, a casa estava cheia. Excelente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s